Publicidade

Assine o HoraHAnuncie no HoraH


Á sombra de Bolt e Phelps

Bruno

25/08/2016 às 12:47h

Nos últimos dias o mundo parou para ver os grandes astros do esporte mundial. Eu e você paramos na frente da televisão para ver os melhores, como Bolt e Phelps. Atletas famosos, que têm todas as câmeras e smartphones apontados para eles. São as estrelas, os destaques, o foco dos holofotes da fama e do glamour olímpico.

 

Mas e aqueles atletas que ninguém sabe o nome e que vêm de um país que a gente nem sabia que existia? Em algumas competições, fiz questão de observá-los. Claro, deveriam estar felizes em apenas poder participar do maior evento esportivo do mundo. Mas eles são discretos, estão longe dos holofotes e são praticamente sem torcida. Quase não são filmados. Poucos querem tirar fotos com eles. E assim que começa a prova olímpica, eles somem. Ficam para trás. Tornam-se praticamente invisíveis. Viraram sombra diante da luz dos melhores, dos recordistas, dos fenômenos.

 

Eis aí um belo retrato da vida. Enquanto alguns estão nos holofotes da fama, do sucesso e da alegria, outros vivem sob a sombra da culpa, da rejeição e da tristeza. E é interessante observar como Jesus cuidava especialmente das vidas que viviam fora dos holofotes. Certa vez, ao ser criticado por andar com pessoas rejeitadas pela sociedade, ele disse:  “Os que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. Eu vim para chamar os pecadores e não os bons” (Marcos 2.17). Este Deus amoroso continua a agir assim. Jesus é Deus que ama o pecador. Jesus é Deus que veio resgatar os esquecidos, perdoar os culpados, cuidar dos sofredores, trazer paz aos humildes e transformação aos sedentos de uma nova vida.

 

Então fica a dica: Jesus é Deus que ama especialmente os que vivem fora dos holofotes do sucesso e da fama. Esta notícia é um bálsamo aos que fracassaram nos seus sonhos, aos que amarguram as escolhas erradas da vida, aos que carregam os fardos das culpas. Jesus tem um carinho especial por aqueles que passam despercebidos, por aqueles que não têm o papel principal no enredo da vida. Este amor de Jesus é tão grande que nos transforma em instrumentos para cuidar destas vidas esquecidas. Portanto, deixe-se amar pelo Salvador e seja as mãos e o olhar de Jesus para os que estão longe dos holofotes.






  • ACI LATERAL SECUNDARIAS