Publicidade

Assine o HoraHAnuncie no HoraH


1° de Abril, Dia da Mentira

Bruno

30/03/2017 às 12:58h

 

É bem provável que você já tenha se divertido com o dia 1° de Abril. Ainda lembro do refrão: “1° de Abril, passou e você não viu”! Uma mentirinha aqui. Outra ali. Na escola, ao dizer que não teria aula pela professora estar doente. Com os amigos, ao dizer que iria mudar-se de cidade. Com a família, contando que havia sido expulso da escola. O repertório é vasto para o dia 1° de Abril, conhecido como o Dia da Mentira. E, confessemos, não é preciso um esforço sobrenatural para mentir. Quem sabe este esforço sobrenatural precise ser usado justamente para falar as verdades, e não as mentiras.

 

Vivemos em uma sociedade embriagada de mentiras. Diante da crise política e financeira, todos declaram-se honestos, puros e inocentes. Em tempos onde o que mais importa não é o ser, mas o parecer ser, muitos castelos de areia se erguem. E, por trás da fragilidade destes castelos, escondem-se casamentos fracassados, grandes necessidades emocionais e um enorme vazio no coração. Aprendemos a mentir com o “pai da mentira” (João 8.44), como o Diabo foi chamado. Desde pequeninos. Mentir até parecer ser algo involuntário!

 

Quando Deus orienta dizendo: “não dê testemunho falso contra ninguém” (Êxodo 20.16), está querendo preservar nossas vidas. Sua e a do próximo. Quer preservar e blindar contra as mentiras que dilaceram o bem-estar, o amor, o convívio, o respeito, o bom nome e a vida em sociedade. Mas além de orientar, é preciso perdoar. E para perdoar a mentira, eis a Verdade. Com V maiúsculo. “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida” (João 14.6). Jesus é a Verdade. Que na cruz assumiu nossas mentiras. Que ressuscitou para restaurar nossas verdades. Com seu perdão ele alivia a culpa. Com sua Palavra reconfigura nosso pensar, agir e falar. Seu amor torna possível viver a verdade. Seu amor ensina a superar os frágeis e falsos castelos de areia - mesmo que a verdade doa. Afinal, a mentira criada para amenizar uma situação acaba sendo multiplicadora de problemas. Bem mais dolorosos do que a verdade.

 

Então fica a dica: “não mintam mais. Que cada um diga a verdade para o seu irmão na fé, pois todos nós somos membros do corpo de Cristo” (Efésios 4.25). A fé em Jesus faz brotar a verdade. Nos relacionamentos. Com o próximo. Com Deus. Crer em Jesus, a Verdade, é o começo para construir relacionamentos baseados na verdade. Nele há perdão. Para as piores mentiras. Para todos. De graça. Um perdão real e verdadeiro. Que põe abaixo os castelos de areia da sociedade do parecer ser. Que constrói fortalezas fundamentadas na Palavra.

               

                






  • ACI LATERAL SECUNDARIAS