Publicidade

topo 6topo 3topo 5


Revezamento da Tocha Olímpica aconteceu em Ijuí

Postado em 04/07/2016

Na tarde desta segunda-feira (04), ocorreu o Revezamento da Tocha Olímpica em Ijuí.  A passagem da Tocha iniciou na antiga Estação Férrea, com evento esportivo, em direção à Praça da República, com parada para o ato de celebração, e continuidade até a Praça dos Imigrantes, para o evento cultural.

Condutores da Tocha Olímpica em Ijuí:

Fabrício Etchevarne

"Sou analista de TI e um apaixonado por corrida de rua. Costumo participar de provas de 5 e 10 quilômetros. No início, corria por prazer e para ter benefícios como, por exemplo, a prevenção de doenças. Agora, já começo a me impor metas e uma delas é correr um maratona dentro de três anos.

Carregar a tocha na primeira Olimpíada no Brasil será uma oportunidade única. Além de ser uma conquista pessoal e entrar para a história, vou poder mostrar para as pessoas que é bom ser saudável."

 

Gabriela Persson

"Sou dona de uma academia e faço musculação, ioga e pilates todos os dias. Também pratico natação por cerca de 40 minutos nos fins de semana. Acho que, além de deixar a pessoa em forma, o esporte também traz benefícios à saúde, na prevenção de algumas doenças.

Uma modalidade que aprecio é a ginástica rítmica, que proporciona um belo espetáculo a quem assiste."

 

Waldir Dobler

Atleta Fundista desde 1959 (corridas de médio e longo percurso), sempre participando de corridas Municipais, Regionais, Estaduais e Interestaduais.  Em 1961 serviu o Exército Nacional onde praticou o Judô.  No ano de 1966 foi atleta do Grêmio  Futebol Porto Alegrense, como atleta fundista. Participou de corridas do Sesi, Jogos Intermunicipais  do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.  Participou em anos intercalados na Corrida de São Silvestre nos anos de  1964, 1967, 1969, 1971, 1973, 1975 e 1977 sendo neste ano na Categoria Popular  classificou-se em 5º lugar na classificação geral desta categoria.  Tem 6 filhos.  Fundador e membro atuante até os dias de hoje do Clube dos Corredores de Ijui.  Aposentado como comerciário.  Exerce a função de instrutor e mestre de Yoga nas cidades de Ijui e Ajuricaba.  Como escritor já lançou os seguintes livros: em 2005 titulo do livro Esporte Meu Outro Mundo, em 2008 titulo do livro Oceano das Almas,  em 2012 titulo do livro Inteligencia da Percepção, Consciência Além do Tempo, em 2013 titulo do livro Inconcebível a Visão Além do Véu.  Praticou ciclismo, ginastica Olímpica.  Até os dias de hoje mantém, uma rotina de vida ativa, participando de provas de corridas de ruas (rustica) municipais, regionais e estaduais na  categoria Sênior.

 

Joelci Castaldi

Indicada por uma colega: "tem uma dedicação especial na corrida, corre todo dia em torno de 8 km e tem como objetivo uma vida saudável".

 

Lucas de Lima

Indicado pelo irmão. "Meu irmão é um jovem dedicado, desde os 12 anos de idade vem participando de delegações gaúchas e de conselhos que visam buscar e ampliar a participação dos jovens nas áreas do esporte e educação. Ele merece... é lutador!"

 

Roque Corrente

Roque apresenta Deficiência  Intelectual Moderada, tendo dificuldades na linguagem expressiva verbal. Frequenta a Apae de Ijuí desde 1980.  É independente nas atividades da vida diária e locomoção.  Sua compreensão é boa e demonstra interesse  em todas as atividades desportivas.  Já participou em várias Olimpíadas  promovidas  pelas Apaes do Rio Grande do Sul e pela Federação Nacional das Apaes, tendo em sua coleção várias  medalhas e troféus.  É um atleta na modalidade arremesso de peso e já representou  nossa instituição em Olimpíadas Regionais, Estaduais  e  Nacionais das Apaes.  Em 2002 Roque participou na cidade de Feira de Santana - Bahia, na Olimpíada Nacional das Apaes na modalidade já mencionada e consagrando-se  campeão na disputa.  Roque é sinônimo de superação, responsabilidade e comprometimento naquilo que lhe é proposto.

Áurea Bigolin

Funcionária da Secretaria Municipal de Educação (Smed), professora de educação física e apaixonada pelo que faz. Trabalha por opção com crianças carentes e participa de um projeto social de crianças e adolescentes, com oficinas esportivas.

Relata que sente-se gratificada ao chegar no trabalho e ser recebida pelos alunos com grande sorriso no rosto e interessados em  saber o que tem para a aula do dia.

Aprendeu nestes anos todos que acima de qualquer conhecimento da prática esportiva, é importante a afetividade e atenção dada aos aluno. "Sempre fui uma apaixonada pelo esporte. Quando criança e adolescente por puro prazer, depois veio a profissão de Educadora Física. Trabalhei com diversas modalidades esportivas com diferentes públicos: crianças, adolescentes, adultos e idosos em academias, clubes, instituições de ensino. Gosto muito do que faço. O esporte é minha paixão, é a energia que me move para a minha vida profissional e pessoal", destaca Áurea.

Segundo ela, isso reproduz o reconhecimento de um trabalho e representa um troféu para a própria área de educação física. "Quando recebi a ligação e fiquei sabendo que seria uma das condutoras senti um misto de emoções, é um momento que vai ficar marcado na minha vida, com certeza”, finaliza.

 

Gustavo Malschitzky

Gustavo é diretor de uma escola. Com formação em Educação Física e Administração Escolar, se mostra sempre atento aos cuidados com a pessoa  e seu bem estar físico e social. Em sua história de professor  relata com alegria uma pedagogia voltada a mostrar aos alunos o prazer que o esporte gera ao desenvolver companheirismo e atuação em equipe. Como treinador de equipes de voleibol  enfatiza histórias de superação de grupos de atletas e estímulo à  compreensão de que na vida, às vezes se ganha e às vezes se perde.

 Acompanha  as equipes em quadra,  é atento à educação das torcidas ( respeito às equipes adversárias) e aos cuidados às lesões de rotina.

Pessoalmente é determinado à vida com qualidade através da prática diária de atividades físicas e incentiva os colaboradores da instituição ao desenvolvimento de hábitos saudáveis.

Ele demonstra na prática que saúde, vida com qualidade e esporte constituem uma grande parceria.

 

Nilson Denardi

"Fui um filho pobre de família humilde e sem estrutura educacional,saí de casa com 14 anos de idade fui trabalhar de peão por dia, numa granja agrícola. Trabalhava de dia e estudava a noite. Tomava ônibus a caminho da escola as 16h30 voltava pra casa depois do estudo por volta de meia noite, e na manha seguinte começava o meu expediente de trabalho as 6h da manhã e assim sucessivamente durante anos. Hoje depois de formado em bacharel de ciências contábeis, tenho minha família formada e graças ao meu esforço e determinação me considero rico. Agrande lição que ficou pra mim é que quando a gente quer tem de buscar porque todos somos capaz, por isso quero carregar esta tocha pra mim ficar completo na vida como um vencedor. Viva ao Brasil!"

 

Grasiela Machado

"Tenho uma família pequena, somos em três mulheres minha mãe, minha irmã e eu. Eu cresci acompanhando minha família nos torneios campeonatos e integrações. Minha mãe Sebastiana era massagista do time, minha irmã Luísa era atleta e eu era pequena cresci num mundo olímpico sempre maravilhada nas jogadas perfeitas e a  alegria das pessoas.

Os anos se passaram nos continuamos no esporte, minha mãe ainda é massagista eu e minha irmã jogamos juntas, agora somos do mesmo time, trabalhamos em equipe pois o esporte para nos não e apenas uma competição mas sim uma paixão, com pessoas amigas que são unidas pela mesma razão procurando sempre a superação.

É com  muito orgulho que trabalho prestando serviço para a Claro há 17 anos, levando alegria e entretenimento, pois o esporte nos conecta e nos dá muitas oportunidades e nos proporciona momentos inesquecíveis e é uma honra poder estar presente neste momento pois é um privilégio carregar a Tocha Olímpica pra mim o esporte e uma grande paixão e será uma grande emoção participar deste grandioso evento, agradeço a claro e as olimpíadas pois só quem gosta de esporte sabe a emoção que vamos sentir."


Repórter Fotográfico: Pedro Amadeus Brikalski













  • Security