Publicidade

Assine o HoraHAnuncie no HoraH


Eduardo Cunha é cassado com 450 votos

Postado em 13/09/2016

Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, teve seu mandato cassado na noite desta segunda-feira, 12 de setembro, pelo plenário da Câmara. Cunha recebeu 450 votos a favor de sua cassação, 10 contra e nove abstenções.

Cunha foi afastado sob a acusação de ter mentido em depoimento espontâneo à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, em maio de 2015, quando disse não possuir contas no exterior. Cunha nega que tenha mentido à CPI, argumentando que as contas estão no nome de um trust familiar contratado por ele para administrar seus recursos no exterior.

Cunha também alegou que o procedimento contra ele seria uma vingança, já que ele aceitou o processo de impeachment de Dilma Roussef, ex-presidente do Brasil. Durante seu discurso fez inúmeras acusações de que o PT é responsável pela corrupção.

 "Petrolão foi um esquema criminosos criado pelo PT. Este criminoso governo de vocês foi embora, graças a mim", disse Cunha, que ainda mencionou a ex-presidente Dilma Rousseff. "A presidente mente em seus depoimentos, como mentiu aqui", disse Cunha.

Sobre o processo que responde na Casa, Cunha pediu que mostrassem o número da conta que o acusam de ter na Suíça e que dinheiro é de um trust. "Quero saber cadê a conta? Qual é o número da conta!? Eu não menti, cadê a prova? Eu estava numa CPI e não estava sob juramento. Não preciso criar prova contra mim".

Com informações do Correio Braziliense