Publicidade

Assine o HoraHAnuncie no HoraH


Celebração do Jubileu de 1050 anos da Polônia na Unijuí

Postado em 28/09/2016

Henryk Siewierski, poeta, escritor, tradutor e professor da Universidade de Brasília (UnB) mostrou músicas e poemas na celebração do Jubilei da Polônia.

Com músicas, poesias e comentários sobre poetas e obras literárias clássicas e contemporâneas, a Unijuí celebrou, na noite desta terça-feira, o Jubileu de 1050 anos da Polônia, com evento no auditório do Hospital Veterinário, noCampus Ijuí. Participaram do encontro, estudantes de Letras da Unijuí e integrantes da Etnia Polonesa de Ijuí.

Intitulado: “Polônia: 1050 anos com poesia e canção”, a celebração teve a participação especial de Henryk Siewierski, poeta, escritor, tradutor e professor da Universidade de Brasília (UnB) onde é também Diretor da Cátedra de Estudos Poloneses Cyprian Norwid na Universidade de Brasília, o evento tem o propósito de integrar as comemorações dos 1050 anos de história da Polônia. O Jubileu está sendo comemorado especialmente na Polônia, mas também está sendo lembrado em muitos países onde há presença de poloneses.

Siewierski é nascido na Polônia, formado em Literatura na Universidade Jagieloniana de Cracóvia e, desde 1986, residente no Brasil. “Vim para trabalhar em um projeto de dois anos, em 1986. Depois fiz concurso na UNB, trabalhei traduzi autores poloneses no Brasil e autores brasileiros na Polônia”, relata.

O professor procurou demonstrar o espírito e a cultura polonesa através da palavra poética e musical. É direcionado não somente para os descendentes de poloneses, mas também para as pessoas em geral interessadas pela Polônia, pela literatura, pela música e pela história.

A promoção é da Unijuí através do curso de Letras e do Escritório de Relações Internacionais da Universidade, com a Etnia Polonesa de Ijuí. O evento também contou com a participação da professora Dra. Natalia Klidzio, da Universidade Maria Curie Sklodowska, em Lublin, na Polônia, também parceira da Unijuí.


Repórter Fotográfico: Pedro Amadeus Brikalski

Fonte: Unijuí