Publicidade

topo 3topo 5topo 6


Rússia e Arábia Saudita abrem a Copa nesta quinta

Postado em 14/06/2018

Depois de muita expectativa, começa nesta quinta-feira a Copa do Mundo de 2018. O torneio abre às 12h (horário de Brasília) com o confronto entre a anfitriã Rússia e a Arábia Saudita pelo Grupo A, que conta ainda com o Uruguai e o Egito, que só se enfrentarão na sexta-feira. O palco da abertura será o Estádio Luzhniki, em Moscou, que será o mesmo local da decisão, no dia 15 de julho. Antes da partida, haverá uma pequena cerimônia, onde haverá a apresentação do cantor britânico Robbie Williams e do ex-craque brasileiro Ronaldo.

Os donos da casa não têm muita expectativa quanto ao desempenho na competição. O objetivo é pelo menos avançar na primeira fase e não repetir o fiasco da África do Sul, organizadora da Copa em 2010 e que caiu ainda na fase de grupos. Os russos estão apenas no 70º lugar no ranking da Fifa, abaixo até dos árabes, que ocupam o 67º posto. Além disso, a seleção da casa, treinada por Stanislav Tcherchesov, não vence há sete jogos. O último triunfo foi em um amistoso contra a Coreia do Sul há oito meses.

 

Faltam aos seus jogadores experiência internacional, pois todos eles atuam nas equipes locais, inclusive o brasileiro naturalizado Mario Fernandes, ex-Grêmio e no CSKA Moscou desde 2012. "Compreendo a preocupação, mas ninguém deveria estar preocupado", tentou amenizar Tcherchesov, sobre a situação da Rússia. “Ficaríamos felizes se houvesse uma atmosfera mais positiva em torno do nosso time”, reforçou o lateral Samedov.

 

A Arábia Saudita chega ao Mundial também em jejum, pois perdeu os três últimos amistosos, contra Itália, Peru e Alemanha. A última vitória ocorreu em 15 de maio deste ano, 2 a 0 diante da Grécia. O time, cujos jogadores também só atuam em times do país, está sob o comando do argentino naturalizado espanhol Juan Antonio Pizzi, que sucedeu o compatriota Edgardo Bauza, ex-São Paulo, pouco depois do término das Eliminatórias asiáticas para a Copa. A partida será ainda a primeira da história dos Mundiais que contará com a presença do árbitro de vídeo (VAR).