Publicidade

topo 6topo 3topo 5


Brasil 1 x 1 Suíça

Postado em 18/06/2018

O empate com a Suíça na estreia da Copa do Mundo serviu, principalmente, para duas coisas na opinião dos jogadores: ligar o sinal de alerta diante de uma dificuldade já esperada no Mundial e aliviar a tensão do primeiro jogo do Mundial. Passado o duelo, o momento é de aproveitar a semana cheia de treinos para fazer um bom jogo na sexta-feira, contra a Costa Rica, em São Petersburgo. Com a igualdade, o Brasil ocupa o segundo lugar do Grupo E, atrás da Sérvia e à frente dos suíços e costa-riquenhos. 

- Não tem time bobo, todos sabem marcar. Nós temos de continuar trabalhando, continuar mentalmente fortes para conseguir as vitórias. O mais importante agora é pensar no próximo jogo. A Copa do Mundo vai ser sempre difícil, já esperávamos por isso. Se Deus quiser, até a final vamos ter muitas dificuldades. Agora, é continuar mentalmente fortes e focados. Vamos analisar vídeos e ir 100% para o próximo jogo - ponderou Willian, titular no empate contra a Suíça, na zona mista do estádio em Rostov. 

Mais novo da Seleção na Rússia, Gabriel Jesus, aos 21 anos, até se surpreendeu consigo mesmo ao falar sobre os aprendizados que o empate traz ao Brasil na Copa do Mundo. No jogo contra os suíços, o camisa 9 foi abraçado pelo zagueiro Akanji na área, mas o árbitro não viu e também não marcou o pênalti. 

- Ninguém ganha campeonato na primeira partida, nem perde. Temos dois jogos decisivos, como o de hoje. Claro que não queríamos empatar, mas também não perdemos, estamos mais que vivos. Isso serve de aprendizado. Sobre o lance, não cabe a nós jogadores ficarmos procurando desculpas. Eu girei, a bola ficou limpa. Por que eu iria cair? Fizemos uma excelente partida. Infelizmente, a vitória não veio - analisou o garoto. 

Serão quatro dias de treinos antes do confronto contra a Costa Rica. Agora, o Brasil retorna a Sochi, onde treina até quarta-feira. Na quinta, a delegação viaja para São Petersburgo e faz mais uma atividade antes do segundo jogo. 

- Temos de trabalhar mais. É Copa do Mundo, não tem jogo fácil. A Seleção precisa ainda melhorar muito. Sabemos quais os pontos fortes dos rivais e vamos buscar a classificação no próximo jogo - finalizou o zagueiro Miranda. 


LANCE