Publicidade

topo 5topo 6topo 3


Ceriluz dá início aos trabalhos de construção da PCH SedeII/Centenária

Postado em 27/07/2018

Com a Licença de Instalação (LI) da Pequena Central Hidrelétrica Sede II/Centenária em mãos desde o mês de março e a aprovação do financiamento da obra pelo Banco Regional de Desenvolvimento (BRDE), a Ceriluz deu início, nos últimos dias, aos trabalhos visando a construção efetiva da usina, que será localizada na região da Linha 04, em Ijuí. Os primeiros trabalhos se caracterizaram pela limpeza dos espaços e o início da escavação do canal adutor, que dará acesso ao túnel de aproximadamente dois quilômetros, que vai conectar a barragem à casa de máquinas principal.

Essas primeiras intervenções no canteiro de obrasforam apresentadas aos conselheiros da Cooperativa na última quinta-feira, dia 26 de julho, em visita coordenada pelo presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli. Ele apresentou detalhes do projeto in loco. A construção do túnel, que terá cinco metros de diâmetro, conforme o presidente, seráum dos principais desafios do projeto, pela sua extensão de quase dois quilômetros, e também representará um dos maiores custos, estando estimado em R$15 milhões. “Com a obtenção da Licença de Instalação, com recursos próprios, começamos a fazer escavações com o objetivo de definir o emboque do túnel. Também já definimos o local onde este vaisair, a dois quilômetros da cascata Waslawick, onde também estamos fazendo a limpeza do local com o objetivo de chegar na rocha e iniciará a sua escavação”, explica o presidente.

As obras devem se intensificar nos próximos dias, com expectativa de conclusão em 16 meses. A previsão é de um investimento de R$ 40 milhões para a construção da usina que terá uma Capacidade instalada de 07 Megawatts (MW).

Preservação do Patrimônio Histórico -Além dos investimentos na infraestrutura física da usina, propriamente dita, serão aplicados recursos com o objetivo de preservar o patrimônio histórico local. Estão sendo reformadas duas casas antigas ali localizadas e ainda o prédio do antigo Moinho Waslawick e os seus equipamentos. Como o projeto define a desativação da Usina Velha, do Departamento Municipal de Energia de Ijuí (DEMEI), a Ceriluz ainda assumiu, como contrapartida, a recuperação de prédios históricos localizadas na área daquela PCH, que completará 100 anos em 2023.